Lagoa da conceição e essa minha vida

Padrão

Hoje foi um dia que já começou  com boas notícias profissionais, além de ter sido um dia um tanto quanto fora da rotina.

Deu a hora do almoço e a internet parou de funcionar no meu serviço, e visto que necessitamos muito dela para trabalhar, fomos dispensados para concluir os trabalhos do dia em casa. Então saí do serviço, fui até o centro da cidade buscar o notebook  com o Thiago, que também estava trabalhando,  e em seguida vim para a Lagoa. Pensando em não ficar sozinha em casa, resolvi ir para a casa da minha sogra, lá eu também poderia usar a internet e trabalhar, e é claro, saborear aquele café da tarde mineiro que nunca falta na casa dela.

Mas chegando aqui na Lagoa, como sempre, o bairro estava sem luz, consequentemente sem internet, e meu celular estava sem bateria , e eu incomunicável. Paciência!
Agora só me restava esperar, mas ainda restava  a companhia da Sol e do Mazzin para jogar conversa fora, certo?! Errado. Eles também estavam de saída para ir ao dentista. Nesse caso só me restou mesmo o café quentinho da minha sogra.  Servi o café  e subi até  o 2º andar da casa, que tem formato de chalé e parede da frente toda de vidro, com janela que vai do chão até o teto, proporcionando uma vista esplendorosa da Lagoa da Conceição que a essa hora da tarde se transforma em um espelho d’água refletindo o azul do céu, mesclando as cores do início de um por do sol que só Floripa tem. Cercando a lagoa inúmeras montanhas  verdinhas deixam a paisagem ainda mais linda e colorida, dividindo o bairro e a lagoa com as praias da Joaquina , Praia Mole e Galheta. Uma vista tão bela quanto inspiradora.

melagoa

Puxei a cadeira para próximo da janela, que eu tinha aberto completamente para sentir a brisa gelada de final de Outono, me sentei com os pés para fora e tomei alguns goles de café, que agora já estava morno. Por alguns minutos, olhando aquela paisagem que tanto me encanta, refleti sobre a minha ida de Florianópolis, sobre minha paixão por esse lugar tão cheio de riquezas naturais e materiais. Sobre a beleza e a energia da Ilha da Magia que me acolheu e me ajudou a ir tão longe. Como sou  grata por estar aqui!

E agora estou a alguns dias de partir, rumo a mais uma paixão, talvez a maior de todas, talvez a que mais me motiva, a que me faz sonhar todas as noites. Mas Floripa/Florianópolis/Ilha da Magia, pra sempre vai ser, também, a minha casa. Aqui vou deixar amigos, amores e  diversões, na esperança de um retorno breve agregado a mais algumas conquistas.

Continuei ali sentada rente a janela, maravilhada com essa vista que me encanta todos os dias incansavelmente, e continuo grata por viver cada dia em um pedaço do paraíso.
Não é fácil deixar o que se ama e principalmente quem se ama. Mas quando vamos para frente, deixamos algumas coisas para trás. Algumas mudanças são necessárias , e isso faz parte da nossa evolução interior. Quem não arrisca permanece no mesmo lugar, e quem permanece no mesmo lugar não evolui e sequer pode dizer que viveu!

Anúncios

Deixe aqui a sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s