Os bons morrem jovens

Padrão

maysa
Os bons morrem jovens talvez porque jovem é a melhor imagem dos bons. Eles deixam legados, ideias, imagens, lembranças de uma vida intensa e boa de ser lembrada… tá certo, deixam sonhos também, mas às vezes a velhice mata os sonhos e a bela imagem que só a juventude traz, e às vezes o maior sonho dos bons é de serem eternamente jovens e enquanto jovens fazerem história. Histórias que não podem esperar para serem escritas, histórias impulsivas que têm a pressa que só a juventude exige e exala, histórias que não morrem mais.

As pessoas se acostumam com a, talvez ultrapassada, ideia de que a vida tem que ser longa, e de que o ideal é que se morra velho. Eu acredito que a vida tem que ser intensa, e os bons questionam essa estranha necessidade de envelhecer e ver passar aquela que é a melhor época da vida, ter que se despedir aos poucos de loucuras e momentos feitos especialmente para uma juventude boa, e até o fim dos dias conviver com as nostálgicas lembranças de sua fase mais feliz. É tão estranho… querer morrer velho!

Maysa, Elis, Cazuza, Renato, Cassia… eu me despeço sem ao menos os conhecer. Foram bons, foram jovens e por serem bons, se foram jovens demais para ficarem velhos.

Anúncios

Deixe aqui a sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s