Good trip

Padrão

Eu que amo tanto e já não sei viver de dó.
Em cada verso me disponho
em cada dor, verso mais.
Do acalanto que no peito trago,
trago a fumaça da cinza que virou.
Se da cabeça faço viagem, nas viagens faço a cabeça
e me disfarço da dor.

smoketrip

Uma resposta »

Deixe aqui a sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s